15,8% dos sinistros ocorridos em 2017 foram considerados suspeitos

A edição do relatório do Sistema de Quantificação de Fraudes (SQF), referente ao ano de 2017, publicado esta semana pela CNseg, indica que os sinistros ocorridos somaram aproximadamente R$ 33 bilhões. Deste total, R$ 5,2 bilhões foram resultados de sinistros suspeitos, o que corresponde a 15,8% do valor total dos sinistros ocorridos. Por fim, o valor das fraudes que puderam ser comprovadas em 2017 somou aproximadamente R$ 730,1 milhões, o que representa aproximadamente 14,1% do valor dos sinistros suspeitos.

Ao comparar o quociente do valor das fraudes comprovadas pelo valor dos sinistros ocorridos em 2017 (2,2%) com 2016 (1,8%), observa-se um aumento, em termos relativos, de aproximadamente 22,2%. Contudo, cabe ressaltar que em 2017 houve o retorno da participação da Seguradora Líder – DPVAT, o que pode ter impactado o resultado desta apuração comparativa.

Por intermédio do SQF, que é alimentado desde 2004 pelas próprias seguradoras com dados referentes aos ramos de seguros Patrimoniais e de Responsabilidades, são gerados anualmente indicadores de fraude contra o seguro, compondo-se assim uma inédita série histórica dessas ocorrências no segmento de Seguros Gerais.

A íntegra dos resultados do 15º Ciclo, segregado por semestres, pode ser obtida no Relatório Completo, disponível para download gratuito clicando aqui.

Os interessados também podem instalar o aplicativo do Sistema, disponível para IOS e Android.

Escrito ou enviado por  CNseg via SindsegSC